07/04/2015 - Dennis Wang, CGAE 2005. CEO da Easy Taxi

“Pessoal, por favor, levantem-se e estendam a mão direita de vocês – é assim que se pedia táxi antigamente”. 

Foi demostrando o quão desconfortável era pedir um táxi, até o surgimento da Easy Taxi, que Dennis Wang, CGAE 2005, iniciou seu papo com os alunos na eletiva GVniano ensina GVniano. 

Neto de Chineses, Wang contou que seus avós vieram para o Brasil fugindo do comunismo na China, e quando chegaram, abriram um restaurante em São Paulo. 
Wang estudou em uma escola ‘americana’ quando ainda estava no ensino médio, o que ocasionou também uma dúvida que muitos têm quando são jovens: tentar um intercâmbio fora ou não? - Ele optou por não fazer na época, e seguiu em frente em busca de uma Universidade que atendesse a todas as suas expectativas como um futuro profissional. Escolheu a GV, e comentou que grande parte de seus amigos, e sua rede de relacionamentos são dos tempos de Escola. 
Durante a graduação, participou da empresa Júnior Pública, e após ter se formado na FGV, ele conta que sentiu um arrependimento por não ter tido a experiência de estudar em outro país, foi então que se inscreveu na AIESEC. Mesmo não tendo certo conhecimento em relação a viver fora, ele afirmou que teria facilidade em lidar com situações iguais a essas naquele momento, já que tinha estudado em uma escola internacional. 

“Quero morar fora” – a ideia inicial era passar apenas alguns meses fora, mas foram quase três anos - Wang trabalhou no banco holandês ABN AMRO, onde precisou se mudar para a Holanda; ocupou o cargo e a responsabilidade como “Strategy and M&A Analyst”. Quando terminou sua trajetória na ABN, foi para Londres trabalhar no banco BNP Paribas, por quase dois anos. Entretanto, decidiu voltar ao Brasil com uma dúvida pesando em seus ombros: “Empreender ou ser um grande executivo de sucesso?”. Seu pai havia trabalhado praticamente a vida inteira em uma multinacional, e em algum momento definiu que queria empreender. Montou uma empresa de plásticos para computadores, e foi dessa forma que Wang começou a criar uma ideia sobre liderança e gestão de pessoas. “Sonhar grande é o que me move”.

Precisando poupar dinheiro para que a ideia de empreender fluísse, voltou a trabalhar em banco, dessa vez no Merrill Lynch. 18 meses levantando financiamento, Wang resolveu que era a hora de parar e buscar por algo que realmente gostasse de fazer. A ideia de ter um MBA era interessante, mas percebeu que não era exatamente o objetivo. Desistiu do MBA, tirou férias por tempo indeterminado e foi para a Ásia atrás de novidades que estivessem “bombando lá fora”. Quando voltou, estava mais confuso e tinha visto de perto o quão difícil era. “Vai e faz. Se não der certo, pelo menos tenta”.

Após erros e acertos, frustrações e aprendizados, Dennis Wang foi convidado a fazer parte da criação da Easy Taxi que já estava sendo desenvolvida no RJ, e trouxe para SP, com a empresa Rocket Internet como investidora. Além do desenvolvimento da ideia e da tecnologia para os aplicativos, ainda tinha todo um trabalho na prática, que era ir às ruas e divulgar tanto para os taxistas quanto para o público. Entender quais eram as prioridades e necessidades de ambas as partes, explicar que segurança e praticidade eram os principais pontos que eles acreditavam. Até hoje o foco é sempre melhorar e inovar, procurar meios de sempre estar à frente de concorrentes, e ter a sensação de estar fazendo a diferença para quem usa. “Ver todos usando o aplicativo, nos motiva”. 
Wang ainda completou dizendo o quanto é importante ter uma boa equipe e do equilíbrio entre as decisões na companhia.