06/10/2015 - Osvaldo Oliveira, CGAE 1981. CEO Likedin

“Poder voltar à Escola e participar da disciplina, não é um convite, é uma convocação. É uma oportunidade de devolver um pouco do que aprendi aqui”.
Osvaldo Oliveira, CGAE 1981, CEO do Linkedin América Latina, esteve presente na eletiva GVniano ensina GVniano. 
Foi mostrando as fotos da turma de 81, que o GVniano iniciou a eletiva, relembrando a época de GV, o quanto gostava daquela turma, e como cada um obteve sucesso profissional. 
Filho de engenheiro e com o irmão destacando-se no ramo de TI, Osvaldo comentou que teve sempre muitas influências dentro de casa, e que eles foram também responsáveis pelas decisões que tomou ao longo da carreira, dos tempos de escola até o momento em que descobriu o que queria fazer. Entretanto, antes de ingressar na GV, revelou que tentou por algum tempo arquitetura, mas segundo ele, não tinha ‘nada a ver’. “Tenho paixão por construir, mas de uma forma diferente”. 
O grande interesse por tecnologia e inovação, foi o que o levou a escolher se aprofundar nessa área tão promissora, que, na época, onde os computadores lembravam mais aquelas enormes e antigas TVs, muitos viam como algo passageiro e/ou sem futuro. Passando por multinacionais e bancos quando era mais jovem, o GVniano conta que entre esse meio tempo, abandonou a ideia do ambiente coorporativo e arriscou criar uma startup, e claro, envolvia tecnologia no projeto. “É bacana começar uma startup do zero, ter que decidir tudo, contratar pessoas, e se cercar de ideias novas.”
Mais tarde, recebeu a proposta que o faria se desligar do plano que havia posto em prática. Como a oportunidade era única, a de fazer parte da equipe Microsoft, ele aceitou. Foi a vontade de trabalhar com o que gostava e a experiência que havia adquirido com o projeto da startup, que o fez repensar e posteriormente ficar por quase 20 anos na empresa. Em 2011, Osvaldo se despediu da Microsoft e partiu para uma nova fase profissional. 
“Em uma viagem a Nova York, encontrei alguns antigos colegas, e nessa situação pude fazer outros contatos. Cheguei a conhecer o presidente global do Linkedin, que, naquele tempo, tinha apenas o esboço do plano de trazer a rede social ao Brasil. Então, pensei, por que não debater o assunto e levar essa ideia adiante? Depois de algumas reuniões com o CEO global, concordaram e me colocaram diretamente como diretor do Linkedin Brasil, e mais uma vez, estava responsável por toda parte técnica como de qualquer ‘negócio’ em desenvolvimento: contratação, marketing, o operacional e a divulgação da rede. Fui o primeiro funcionário do Linkedin Brasil, completa”.
Hoje, Osvaldo é o lider do Linkedin na América Latina. Abrir novos negócios, ampliar a área de vendas, gerir pessoas, motivar a equipe e encontrar os caminhos certos para continuar fazendo a startup crescer no país, são parte da estratégia e rotina estabelecida por ele. – “O bom líder, é o líder que inspira”.
“O Linkedin é uma ferramenta bastante importante para a população que quer andar junto ao desenvolvimento do networking e das relações profissionais. Aqui, a nossa cultura é baseada em valores e novas oportunidades, queremos agregar valor”. 
No tempo livre, Osvaldo disse que procura sempre fazer uma pausa na academia, organizar suas tarefas e prioridades, estar sempre com os seus filhos e levá-los todo dia à escola.